terça-feira, 28 de outubro de 2008

Reunião com Virgílio Guimarães - coordenador de campanha do Márcio Lacerda

Oi, colegas!

Ontem entregamos o abaixo-assinado no comitê do Márcio Lacerda, depois de deixar toda a equipe de coordenação dele desorientada. Desde de manhã cedo ligamos insistentemente para o Jorge Nahas pedindo um encontro com o prefeito eleito, e ele dizia que estava tentando agendar.

À tarde começamos a ligar para outras pessoas: Virgílio Guimarães, Ronaldo Gontijo, Paulo Lamac e Neusinha Santos. Conseguimos falar com os dois primeiros, que ficaram, também, de tentar agendar um encontro para ontem com algum assessor de campanha. No meio destes telefonemas solicitando retorno, o Secretário Hugo Vocurca ligou para o sindicato perguntando porque estamos com esta urgência (para eles a eleição escolar é uma coisa tranqüila e sem problemas). Ele ficou, também, de agendar com algum assessor.

Claro que já tínhamos percebido que todos estavam enrolando a gente. Portanto, pegamos o abaixo-assinado e fomos até o comitê da Rua da Bahia. Lá conversamos com algumas pessoas da campanha, nenhum coordenador, e fizemos que eles avisassem que estávamos em comissão no comitê. Depois, descobrimos que tinha uma outra reunião no Comitê da Mem de Sá. Fomos para lá. Ao chegar o comitê estava fechado. Ligamos mais uma vez para o Virgílio Guimarães que resolveu ir até lá conversar com a gente, afinal estávamos na rua esperando.

Nesta conversa informamos que existe na rede uma categoria que recebe bem menos que os/as professores/as, pois ele disse que não sabia. Informamos que esta questão, no entanto, já estava equacionada, uma vez que nas promessas de campanha do Márcio esta reivindicação foi contemplada (mostramos a cópia do panfleto). A resposta foi que nós teríamos que receber, no mínimo, o que recebe o professor nível médio.

ATENÇÃO: Quem tiver este panfleto prometendo a isonomia salarial, guarde-o. Eu não tenho o original e ano que vêm precisaremos dele!!!

Quando falamos da eleição escolar, ele ouviu atentamente, teceu elogios com relação ao Márcio, e no final tentou nos convencer que era possível para este ano apenas a vice-direção de UMEIS e a vice-direção de escolas exclusivas de educação infantil. Nós falamos que nossa necessidade é mais ampla do que isto e que não podíamos abaixar a reivindicação sem consultar a categoria. Ele entendeu, perfeitamente, que nós queremos que eles intervenham ainda este mês sobre esta questão.

No sindicato, estamos realizando (quase concluído) um estudo jurídico aprofundado para, se necessário, entrar na justiça com relação à eleição também nas escolas com turmas de educação infantil.

Para terminar, conseguimos 43 folhas de abaixo-assinado. Achei um número pequeno e muitas escolas não mandaram representantes. Fiquei em dúvida se o tempo foi curto, o dia complicado ou se nossa mobilização foi afetada pelo parecer do Osman Miranda. Quem não recolheu ou não enviou o abaixo-assinado, ainda pode fazê-lo. Enviem para o sindicato aos meus cuidados.

Um abraço e força, gente!
Tenho certeza que esta batalha de um ano inteiro vai dar algum resultado!
Thaís.

Um comentário:

Cristina?UMEI Paraúnas e UMEI X disse...

"o Secretário Hugo Vocurca ligou para o sindicato perguntando porque estamos com esta urgência (para eles a eleição escolar é uma coisa tranqüila e sem problemas)."

extraído do post "reunião com Virgílio"

100 COMENTÁRIOS...